Pesquisar
Close this search box.

Comissão de Epidemiologia

Faremos menção mais detalhada ao último plano. No primeiro semestre de 2005, a Comissão de Epidemiologia elaborou o IV Plano Diretor para o Desenvolvimento da Epidemiologia no Brasil, com base em documentos de especialistas da área sobre os três eixos que compõem esse plano – ensino, pesquisa e políticas –, além de programas e serviços de saúde. Ele foi discutido em um seminário no Rio de Janeiro que contou com a participação de expressivos pesquisadores, dirigentes e profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS). Estiveram presentes 35 epidemiologistas de 15 programas de pós-graduação das cinco regiões do Brasil e de várias instituições que têm sido as formuladoras das políticas de saúde relacionadas à epidemiologia.

No período de vigência do III Plano Diretor (2000-2004) ocorreram reconhecidos avanços e fortalecimento da epidemiologia nos serviços de saúde, tais como a institucionalização e estruturação da Secretaria de Vigilância em Saúde no Ministério da Saúde (SVS), criação de uma rede de capacitação de recursos humanos para esta área, alguns mecanismos de aperfeiçoamento dos grandes sistemas de informações epidemiológicas, fortalecimento da rede de apoio diagnóstico para a área de saúde pública. Salienta-se em particular a instituição do repasse fundo-a-fundo, mediante critérios epidemiológicos e geográficos, dos recursos do SUS destinados às ações de Vigilância em Saúde trazendo maior estabilidade ao financiamento das ações de Saúde Pública desenvolvidas pelos municípios.

Contudo, muitos problemas permanecem inalterados ou mesmo se agravaram neste período, a exemplo da inexistência de política de cargos e salários para os profissionais, o que impede a fixação dos mesmos, principalmente nas áreas mais carentes, com conseqüente descontinuidade das ações nos sistemas locais de saúde e a insuficiência dos recursos do SUS para a Saúde Pública.

No que tange ao enfrentamento de situações de saúde inusitadas, a comunidade reconhece que a SVS está adotando algumas iniciativas para a estruturação deste componente da vigilância. No entanto, não tem lançado mão da expressiva capacidade técnica e científica existente no país no campo da epidemiologia. (Teixeira, 2005:231) Em relação ao ensino, é destacado que, na medida em que se consolidou o SUS e que as atividades de maior interesse para a epidemiologia foram se efetivando, como o Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica e a Vigilância Sanitária, houve necessidade de se repensar a formação de recursos humanos, visando à sua adequação às necessidades dos serviços de saúde. Associe-se a isso o fato de que, com a expansão do ensino superior e da pós-graduação e da pesquisa, instaurou-se a necessidade de formação de profissionais mais bem qualificados.

Infelizmente, as condições de aproveitamento desses profissionais nem sempre foram favoráveis para as carreiras de docente e de pesquisador. Dois destaques são dados à formação: orientada para o serviço e para a pesquisa e o ensino. Sem entrarmos em detalhes, citamos como princípios adotados, dentre outros: discutir e difundir novos modelos pedagógicos e de formação, de modo que os modelos tenham uma estrutura modular, hierarquizada e contínua; desenvolver indicadores de avaliação e desempenho; não desvincular a formação e a Saúde Pública/Saúde Coletiva. Ponto importante no relatório é o dedicado à pesquisa.

Após a apresentação de um quadro geral da investigação em saúde no Brasil e em especial da pesquisa epidemiológica, foram discutidos os seguintes tópicos: a produção do conhecimento em epidemiologia, a divulgação científica, a difusão do conhecimento, a ética na pesquisa, teoria e metodologia da pesquisa em epidemiologia. Todos os pontos são apresentados com base na identificação de problemas e, na seqüência, vêm as ações propostas. Citaremos apenas alguns que nos parecem de maior relevância.

Em relação à produção são apresentadas algumas insuficiências, tais como a da articulação de algumas áreas do conhecimento com a política nacional ou com a ciência e tecnologia; incipiência na formação de redes nacionais e internacionais entre os pesquisadores; tendência à especialização do campo. Outros pontos relacionados nesse item referem-se à existência de poucos meios de divulgação; à precariedade da comunicação entre os pesquisadores; à inadequação de alguns dos procedimentos recomendados no  atuais documentos normativos da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep) em relação a estudos epidemiológicos voltados para a Saúde Pública; a questões ainda não resolvidas no campo da incorporação de modelos teóricos na epidemiologia.

Para todos os pontos relacionados, foram propostas ações destinadas a aprimorar e avançar o conhecimento e as relações do campo e dos pesquisadores, inclusive no incentivo ao desenvolvimento e metodologias para a avaliação e a incorporação do conhecimento epidemiológico nas políticas públicas, além da análise do seu conseqüente impacto político. O terceiro ponto tratado no Plano Diretor refere-se à epidemiologia nas políticas, nos programas e serviços de saúde. Sem dúvida, a importância conferida pelos epidemiologistas a esse item expressa-se na criação das Experiências Bem-Sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças (Expoepi), fórum anual específico para divulgação, discussão e Comissões e Grupos Temáticos, premiação de trabalhos e experiências bem-sucedidas no campo da epidemiologia dos serviços de saúde. (texto extraído do livro Saúde Coletiva como Compromisso: a trajetória da Abrasco)

Histórico de composição

Gestão 1985-1986
Edmundo Juarez (USP/FSP)
 
Gestão 1986-1987
Rita Barata (FCMSCSP/DSC)
 
Gestão 1987-1989
Sebastião Loureiro (UFBA/FAMED/DMP)
 
Gestão 1989-1990
Naomar Almeida Filho (UFBA/FAMED/DMP)
 
Gestão 1990-1992
Marilisa Berti Barros (UNICAMP/FCM/DMPS)
 
Gestão 1994-1996
Maurício Barreto (UFBA/ISC)
 
Gestão 1996-1998
Marilisa Berti Barros (UNICAMP/FCM/DMPS)
 
Gestão 1998-2000
Maria do Carmo Leal (FIOCRUZ/ENSP)
 
Gestão 2000-2004
Gulnar Azevedo e Silva (UERJ/IMS)
 
Gestão 2004-2007
Maria da Glória Teixeira (UFBA/ISC)
 
Gestão 2007-2011
Maria ines Schmidt (UFRGS/FM/DMS)
 
Gestão 2011-2014
José Cassio Moraes (FCMSCSP/DSC)
 
Gestão 2014-2018
Maria Amélia Veras (FCMSCSP/DSC)
 
Gestão 2018-2021
Antonio Boing (UFSC/CCS/DSP)
 
Gestão 2022-2024 – Coordenação Colegiada
Alexandra Boing (UFSC/CCS/DSP)
Ana Paula Muraro (UFMT/ISC)
Ethel Maciel (UFES/PPGSC)*
Jesem Orellana (FIOCRUZ/ILMD)
Maria Rita Donalisio (UNICAMP/FCM/DSC)
Tania Araujo (UEFS/PPGSC)
 
(*) Compôs a Coordenação até janeiro de 2023, quando foi nomeada secretária de Vigilância em Saúde e Ambiente do Ministério da Saúde.

Coordenação:

Alexandra Crispim Boing (UFSC)
Ana Paula Muraro (UFMT)
Jesem Douglas Yamall Orellana (ILMD/Fiocruz)
Maria Rita Donalisio Cordeiro (Unicamp)
Tania Maria de Araújo (PPGSC – UEFS)

 
Membros:

1 – REVISTA BRASILEIRA DE EPIDEMIOLOGIA (RBE)
Juraci Almeida Cesar (titular)
Cássia Maria Buchalla (suplente)

2 – CENTRO DE PESQUISA RENÉ RACHOU/FIOCRUZ
Sergio William Viana Peixoto (titular)
Taynãna Cesar Simões (suplente)

3 – DEPARTAMENTO DE MEDICINA SOCIAL/FM-UFPel
Fernando Cesar Wehrmeister (titular)
Bernardo Lessa Horta (suplente)

4 – DEPARTAMENTO DE SAÚDE COLETIVA/UFPR
Karin Regina Luhm (titular)
Denise Siqueira de Carvalho (suplente)

5 – DEPARTAMENTO DE SAÚDE COLETIVA/UFRGS
Daniel Umpierre de Moraes (titular)
Stela Nazareth Meneghel (suplente)

6 – ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS
João André Tavares Álvares da Silva (titular)
Giselle Bianca Tófoli (suplente)

7 – ESCOLA NACIONAL DE SAUDE PUBLICA/FIOCRUZ
Maria de Jesus Mendes (titular)
Enirtes Caetano Prates Melo (suplente)

8 – ESCOLA POLITÉCNICA DE SAÚDE JOAQUIM VENÂNCIO/FIOCRUZ
Bárbara Campos Silva Valente

9 – FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DA SANTA CASA DE SÃO PAULO
Danielle Bivanco de Lima (titular)
Ana Paula França (suplente)

10 – FACULDADE DE MEDICINA/UFU
Catarina Machado Azeredo (titular)
Wallisen Tadashi Hattori (suplente)

11 – FACULDADE DE MEDICINA/USP
Maria Fernanda Tourinho Peres (titular)
Alicia Matijasevich Manitto (suplente)

12 – FACULDADE DE SAÚDE PÚBLICA/USP
Marly Augusto Cardoso (titular)
Alexandre Dias Porto Chiavegatto Filho (suplente)

13 – INSTITUTO AGGEU MAGALHÃES/FIOCRUZ
Rafael da Silveira Moreira (titular)
Maria Cynthia Braga (suplente)

14 – INSTITUTO LEÔNIDAS E MARIA DEANE/FIOCRUZ
Jesem Douglas Yamall Orellana (titular)
Fernando José Herkrath (suplente)

15 – INSTITUTO DE COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA EM SAÚDE/FIOCRUZ
Celia Landmann (titular)
Marcio Sacramento (suplente)

16 – INSTITUTO DE ESTUDOS EM SAÚDE COLETIVA/UFRJ
Amanda de Moura Souza (titular)
Gerusa Belo Gibson dos Santos (suplente)

17 – INSTITUTO DE MEDICINA SOCIAL/UERJ
Eliseu Verly Júnior (Titular)
Emanuele Souza Marques (Suplente)

18 – INSTITUTO DE SAÚDE/SES-SP
Tania Di Giacomo Lago (titular)
Tereza Etsuo da Costa Rosa (suplente)

19 – INSTITUTO DE SAÚDE DA COMUNIDADE/UFF
Cynthia Boschi Pinto (titular)
Hélia Kawa (suplente)

20 – INSTITUTO DE SAÚDE COLETIVA/UFBA
Sheila Alvim (titular)
Marcos Pereira Santos (suplente)

21 – INSTITUTO DE SAÚDE COLETIVA/UFMT
Ana Paula Muraro (titular)
Ligia Regina de Oliveira (suplente)

22 – INSTITUTO DE SAÚDE COLETIVA/UFOPA
Heloisa do Nascimento de Moura Meneses (titular)
Marina Smidt Celere Meschede (suplente)

23 – MESTRADO PROFISSIONAL EM SAÚDE COLETIVA/UNEB
Laio Magno (titular)
Maria Aparecida Figueiredo (suplente)

24 – PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE, AMBIENTE E TRABALHO/UFBA
Kionna Oliveira Bernardes Santos (titular)
Rita de Cássia Pereira Fernandes (suplente)

25 – PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE, AMBIENTE E SOCIEDADE NA AMAZÔNIA/UFPA
João Simão de Melo Neto (titular)
Denise da Silva Pinto (suplente)

26 – PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EPIDEMIOLOGIA/FSP-USP
Fredi Alexander Diaz Quijano (titular)
Tatiana Natasha Toporcov (suplente)

27 – PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EPIDEMIOLOGIA/UFRGS
Ricardo de Souza Kuchenbecker (titular)
Michele Drehmer (suplente)

28 – PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM NUTRIÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA/FSP-USP
Renata Bertazzi Levy (titular)
Maria Laura Louzada (suplente)

29 – PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA/UEFS
Tania Maria de Araújo (titular)
Johelle de Santana Passos Soares (suplente)

30 – PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA/UFES
Franciéle Marabotti Costa Leite (titular)
Ethel Leonor Noia Maciel (suplente)

31 – PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA/IMS-UFBA
Vanessa Moraes Bezerra (titular)
Danielle Souto de Medeiros (suplente)

32 – PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA/UFMA
Erika Barbara Abreu Fonseca Thomaz (titular)
Rejane Christine de Sousa Queiroz (suplente)

33 – PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA/UFSC
Alexandra Crispim Boing (titular)
Lúcio José Botelho (suplente)

34 – PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA/UnB
Vivian Siqueira Santos Gonçalves (titular)
Ivan Ricardo Zimmermann (suplente)

35 – PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA/UNIFOR
Geraldo Bezerra da Silva Júnior (titular)
Rosa Lívia Freitas de Almeida (suplente)

36 – PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA/UNIFESP
Leandro Fórnias Rezende (titular)
Marcelo Demarzo (suplente)

37 – PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA/UFPB
Gabriel Rodrigues Martins de Freitas (titular)
Filipe Ferreira Costa (suplente)

38 – PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA/UEA
Angela Xavier Monteiro (titular)
Alessandra Vale Sallino (suplente)

39 – PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA/FURB
Ernani Tiaraju de Santa Helena (titular)
Clóvis Arlindo de Sousa (suplente)

40 – PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA/Estácio
Cláudia Leite Moraes (titular)
Anna Tereza Miranda Soares de Moura (suplente)

41 – PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE GLOBAL/FSP-USP
Helena Ribeiro (titular)
Deisy de Freitas Lima Ventura (suplente)

42 – PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA/FSP-USP
Ana Paula Sayuri Satto (titular)
Francisco Chiaravalloti Neto (suplente)

43 – PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA/FMRP-USP
Amaury Lelis Dal Fabbro (titular)
Edson Zangiacomi Martinez (suplente)

44 – PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA/UFMG
Luana Giatti (titular)
Flávia Bulegon Pilecco (suplente)

45 – UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SANTOS
Elaine Cristina Marqueze (titular)

46 – UNIVERSIDADE DE FRANCA
Marisa Afonso Andrade Brunherotti (titular)
Marina Monochio Pina Garcia (suplente)

47 – UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS
Maria Rita Donalisio Cordeiro (titular)
Margareth Guimaraes Lima (suplente)

48 – UNIVERSIDADE DO VALE DOS SINOS
Vera Maria Vieira Paniz (titular)

49 – UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS
Patrícia de Sá Barros (titular)

50 – UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ
Larissa Fortunato(titular)
Lisandra Serra (suplente)

51 – UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO JEQUITINHONHA E MUCURI
Ana Paula Nogueira Nunes (titular)

52 – UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE
Christian Loret de Mola (titular)
Rodrigo Dalke Meucci (suplente)

53 – PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SAÚDE COLETIVA/UFJF
Maria Teresa Bustamente Teixeira (titular)
Isabel Cristina Gonçalves Leite (suplente)

54 – CENTRO ACADÊMICO DE VITÓRIA/UFPE
Lívia Teixeira de Souza Maia (titular)
Maria Helena Galvão (suplente)

55 – PPG EM SAÚDE COLETIVA/UFPE
Albanita Gomes da Costa de Ceballos (titular)
Cristine Vieira do Bonfim (suplente)

Em breve.

Pular para o conteúdo