Pesquisar
Close this search box.

GT Racionalidades Médicas e Práticas Integrativas e Complementares

O GT Racionalidades Médicas e Práticas Integrativas e Complementares (GT RM-PIC) foi criado em novembro de 2013 com a missão de ampliar o debate sobre os sistemas médicos complexos e as práticas de cuidado e cura não-convencionais, diferentes daquelas orientadas pela racionalidade da medicina ocidental contemporânea, no Sistema Único de Saúde (SUS). Além disso, o GT tem a missão de fomentar o intercâmbio e as parcerias entre os pesquisadores dedicados ao tema e sua interface com os gestores do SUS, movimentos sociais e instituições formadoras de profissionais de saúde.

Sua criação na ABRASCO está vinculada ao compromisso da Associação com a democratização na saúde, a Saúde Coletiva, o SUS e a ampliação do diálogo entre seus membros. Em sua composição, o GT agrega profissionais de distintas instituições de ensino, pesquisa e serviço além de lideranças sociais ligadas às RM-PIC.

Atribuições dos membros:

  • Colaborar com as demandas do GT.
  • Contribuir para produção de conhecimento, documentos e notícias.
  • Auxiliar na organização de reuniões, oficinas, seminários e congressos.
  • Representar o GT e contribuir para articulação das RM-PICS na sua região.
  • Participar de pelo menos um dos eixos de ações do GT, contribuindo para os objetivos e ações do eixo. O participante de um eixo poderá colaborar com qualquer outro eixo de sua preferência.
  • Participar ativamente das reuniões virtuais periódicas e contribuir com as pautas de trabalho relativas ao seu eixo.


Obs.: Recomendado participar, a cada três anos, em pelo menos um congresso realizado pela ABRASCO, como Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva (ABRASCÃO); Congresso Brasileiro de Política, Planejamento e Gestão da Saúde; Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde; Congresso Brasileiro de Epidemiologia; e dos eventos do GT RM-PIC.


Política de filiação:

  • Ser membro adimplente da ABRASCO.
  • Estar de acordo com a missão do GT RM-PICS e as atribuições dos membros.
  • Ter atuação relevante com as RM-PICS no âmbito da formação, pesquisa, cuidado, gestão e movimentos sociais no contexto do SUS.


Obs.: Os interessados devem submeter o pedido de ingresso ao GT RM-PIC, acompanhado de carta de apresentação, à secretaria da ABRASCO <associado@abrasco.org.br>.

Em breve.

Coordenação:

Emilio Telesi Junior
Daniela Dallegrave
Daniel Miele Amado
Fatima Sueli Neto Ribeiro
Maria Eneida de Almeida
 

Representantes dos eixos de ações:

Eixo 1: Formação Profissional em RM-PICS para o SUS – Fatima Sueli Neto Ribeiro (UERJ).
Eixo 2: Políticas e Gestão do cuidado em RM-PICS no SUS – Ana Tânia Sampaio (UFRN).
Eixo 3: Pesquisa em RM-PICS – Daniela Dallegrave (UFRGS).
Eixo 4: Comunicação e divulgação em RM-PICS – Adriana de Freitas Velloso (ESF/SMS Rio de Janeiro-RJ).
 
Membros:

Eixo 1: Formação Profissional em RM-PICS para o SUS.
Emilio Telesi Junior (SMS São Paulo-SP).
Fatima Sueli Neto Ribeiro (UERJ).
Magda R. Castro Soares (UFES).
Maria Eneida de Almeida (UFFS campus Chapecó).
Marilene Nascimento (UFF).
Mércia Maria de Santi (UFRN).
Milene Zanoni da Silva (UFPR)
Rogelia Herculano Pinto (UFPE).

Eixo 2: Políticas e Gestão do cuidado em RM-PICS no SUS.
Ana Tânia Sampaio (UFRN).
Carmen de Simoni (SMS Brasilia-DF).
Charles Tesser (UFSC)
Luciano Mamede de Freitas Junior (SES Maranhão)
Marlon Roberto Beisiegel (NASF/SMS Jundiaí-SP).
Nelson Filice de Barros (UNICAMP).

Eixo 3: Pesquisa em RM-PICS.
Daniela Dallegrave (UFRGS).
Marcio Rossato Badke (UFSM).

Eixo 4: Comunicação e divulgação em RM-PICS.
Adriana de Freitas Velloso (ESF/SMS Rio de Janeiro-RJ).
Isabel de Souza Netto (UFES).

Pular para o conteúdo