Pesquisar
Close this search box.

GT Deficiência e Acessibilidade

Este GT representa um espaço de diálogo e de articulação entre diferentes pesquisadoras/es no e do campo da Saúde Coletiva, implicados com a temática da deficiência na perspectiva dos direitos humanos. Buscamos diálogos interdisciplinares, intersetoriais e interinstitucionais para ampliar, fortalecer e aprimorar pesquisas e ações com e para pessoas com deficiência.

Consideramos a Saúde Coletiva um campo privilegiado para produção de conhecimentos e para atuação política na luta pela consolidação dos Direitos Humanos. As pessoas com deficiência têm direitos garantidos constitucionalmente, por meio da Convenção sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência (Decreto n. 6.949/2009) e da Lei Brasileira de Inclusão – LBI (Lei n. 13.146/2015) e tais dispositivos orientam as pautas deste GT.

Este GT defende de forma intransigente a garantia da acessibilidade como possibilidade de acesso e participação de todas as pessoas. Defendemos a eliminação de todas barreiras, sejam arquitetônicas, urbanísticas, nos transportes, comunicacionais, informacionais, metodológicas, pedagógicas ou instrumentais. Reiteramos que a Acessibilidade é um dos princípios propostos pela Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e representa elemento central para a inclusão.

São objetivos do GT Deficiência e acessibilidade:

a) Auxiliar na formulação de estratégias de acessibilidade nos eventos e nas instituições associadas da Abrasco;

b) Fomentar e sistematizar pesquisas e reflexões sobre deficiência, acesso à saúde e integralidade, no âmbito das políticas sociais e das práticas de cuidado à saúde;

c) Atuar em espaços colegiados na garantia e na defesa dos direitos das pessoas com deficiência e no aprimoramento da acessibilidade nos espaços coletivos;

d) Divulgar e consolidar o “modelo social da deficiência” no campo da Saúde Coletiva.

A proposta de criação do GT Deficiência e Acessibilidade surgiu em 2016, durante um encontro de pesquisadoras/es no 7º Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde em Cuiabá/MT. A partir da organização de um grupo de trabalho para aquele evento, em especial, foi solicitada a sua efetivação no âmbito da associação. Atualmente, estamos na terceira gestão, iniciada em janeiro de 2021.

Coordenação:

Indyara de Araújo Morais – UNB
Lilia Nascimento – UFBA
Stella Maris Nicolau – UNIFESP

Membros:

Ana Carolina Basso Schmitt – USP
Arthur de Almeida Medeiros – UFMS
Cristina Maria Rabelais Duarte – NIPPIS/FIOCRUZ- UNIFASE
Diego Ferreira Lima Silva – UNB
Érico Gurgel Amorim – UFRN
Fátima Corrêa Oliver – USP
Francine de Souza Dias – ENSP/FIOCRUZ
Katia Suely Queiroz Silva Ribeiro – UFPB
Lais Silveira Costa – ENSP/FIOCRUZ
Luana Paula de Figueiredo Correia – SESAU/RO
Maria Cristina Pedro Biz – Unifesp
Maria do Socorro Veloso de Albuquerque – UFPE
Martha Cristina Nunes Moreira – IFF/FIOCRUZ
Nádia Maria Amado de Jesus Barreto – PPGSAT/UFBA
Paulo Roberto Lima Falcão do Vale – UFRB
Rafaela Pezuti – USP
Ralf Braga Barroso – USP
Raul de Paiva Santos – USP
Rita de Cassia Santos de Santana – UFBA
Silvia de Oliveira Pereira – UFRB
Sonia Regina de Cunha Barreto Gertner – ENSP/FIOCRUZ
Victor da Silva Aquino – FIOCRUZ (AM)

Em breve.

Em breve.

Pular para o conteúdo