Pesquisar
Close this search box.

GT Saúde e Ambiente

Em breve.

O Grupo Temático Saúde e Ambiente foi instituído no ano de 2000 e está constituído por 19 membros, a maioria oriundos da academia, com linhas de pesquisas que cobrem a articulação entre a saúde com o ambiente, os processos produtivos, o saneamento e a justiça ambiental. As pessoas são oriundas de diversos estados e instituições como a UFSC; USP; UFRJ; Fiocruz; UFMG; UPE; UFC; UnB; UNICAMP, UFPr; OPAS; Instituo Evandro Chagas/PA, SMS de Porto Alegre e UNISINOS.

Embalado com a perspectiva de construção de uma política de saúde ambiental no Sistema Único de Saúde-SUS e com o fortalecimento desse campo nas pós-graduações de Saúde Pública / Saúde Coletiva, o GT produziu um intenso trabalho de reflexão teórica e de colaboração direta com as ações da chamada “vigilância em saúde ambiental” em desenvolvimento no SUS, especificamente atendendo a demanda de capacitação técnica para a rede de saúde Estadual e Municipal. No campo da formação acadêmica e da pesquisa, o GT promoveu duas oficinas com os programas de Saúde Coletiva/Saúde Pública do país visando articular melhor o campo da Saúde e Ambiente como uma área estruturante da Saúde Coletiva. Também organizou corredores temáticos de Saúde e Ambiente nos principais congressos da ABRASCO, chegando finalmente a organizar seu primeiro Simpósio no ano de 2010 sobre o lema “Ciência e Saúde Ambiental – Teorias, Metodologias e Práxis”.

Mais recentemente, o esforço de produção do Dossiê Abrasco:, um alerta sobre os impactos dos agrotóxicos na saúde, foi  uma demonstração dessa trajetória.  Pautando o tema em grandes eventos como o World Nutrition; a Cúpula dos Povos na Rio + 20; e o X Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva, todos do ano 2012, colocou na agenda nacional e latino-americana de modo articulado com o movimento social e diversos Grupos Temáticos da própria Abrasco esse debate, claramente a partir do  lugar de uma Ciência não subordinada. Também no GT foi gestada a criação da Comissão da Verdade da Reforma Sanitária , assumida como agenda de toda a ABRASCO.

O GT de Saúde & Ambiente da ABRASCO irá realizar no período de 19 a 22 de outubro de 2014, na cidade de Belo Horizonte/MG, o 2º Simpósio Brasileiro de Saúde & Ambiente (2ºSIBSA). O tema central deste simpósio será “Desenvolvimento, Conflitos Territoriais e Saúde: Ciência e Movimentos Sociais para a Justiça Ambiental nas Políticas Públicas”, divido em três eixos: Desenvolvimento Socioeconômico e conflitos territoriais; A função social da ciência, ecologia de saberes, e outras experiências de produção compartilhada de conhecimento; Direitos, justiça ambiental e políticas públicas.

O Simpósio tem o propósito de congregar e propiciar o diálogo entre a comunidade de pesquisadores, acadêmicos, gestores, profissionais de saúde e movimentos sociais em torno dos conflitos territoriais em curso no país, seus desafios e alternativas para a garantia do direito à saúde e da justiça ambiental, na perspectiva da ciência, das políticas públicas e da ação política da sociedade.

A prática e a reflexão teórica do campo da “saúde e ambiente”, que busca articular os temas do desenvolvimento econômico e social, ao da produção, do ambiente e da saúde, exigem cada vez mais uma perspectiva interdisciplinar, intersetorial e de inclusão pela via da construção de saberes de forma compartilhada com os sujeitos que vivem nos espaços de desenvolvimento humano onde se desenrolam os processos implicados na determinação da saúde e da vida. Esses são os atuais desafios do GT de Saúde e Ambiente.

Coordenação:

Alexandre Pessoa (Coordenador)
Maurício Polidoro (Coordenador Adjunto)
Lia Giraldo (Coordenadora Adjunta)
 

Membros:

Agnes Soares
Anamaria Testa Tambellini
André Monteiro Costa
Carmen Ildes Rodrigues Fróes Asmus
Cezarina Maria Nobre Souza
Cheila Bedor
Fernando Ferreira Carneiro
Juliana Rulli Villardi
Luiz Augusto Galvão
Marcia Montanari
Marla Fernanda Kuhn
Nelson Cruz Gouveia

Carta de Petrópolis, aprovada em 11 de abril de 2019

 
Dossiê Abrasco sobre os impactos dos Agrotóxicos na Saúde no Brasil

Dossiê Parte 1 – Agrotóxicos, segurança alimentar e nutricional e saúde
Dossiê Parte 2 – Agrotóxicos, saúde, ambiente e sustentabilidade
Dossiê Parte 3 – Agrotóxicos, conhecimento científico e popular: construindo a ecologia de saberes

 
Relatório Final do Seminário sobre o PAC em suas interfaces com a Saúde Ambiental e a Saúde dos Trabalhadores, promovido em parceria Ministério da Saúde/Abrasco/CNS (2007):

Para garantir o direito a saúde no PAC

 

Relatório Final feito pela coordenação do GT Saúde e Ambiente, gestão de novembro de 2012 até julho 2015: 

‘Um Relatório diferente‘

Em breve.

Pular para o conteúdo